fbpx

Planilha de controle de estoque – Descubra como elaborar a sua e evitar gastos desnecessários!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Saiba mais sobre o que é e como elaborar uma planilha de controle de estoque para tirar de letra a economia do seu negócio!

Você sente que sua empresa já lidou melhor com os gastos que são necessários, ou melhor, é possível que seu negócio esteja realizando mais saídas do que o essencial? Com o crescimento de um empreendimento, é complicado manter as contas no mesmo patamar que no início, porém, não quer dizer que não haja possibilidades de realizar economias.

Afinal, com atitudes que visam economizar, em qualquer sentido dentro de sua empresa, os processos que são cruciais para as atividades prosseguirem funcionando, indiretamente, você contribui com o aumento dos lucros arrecadados, e quem não gosta de alguns zeros a mais depois do um em sua conta bancária?

Então, se você está pensando em como isso pode ser colocado em prática, por que não realizar uma planilha de controle de estoque? Com ela, as possibilidade de cortar os gastos supérfluos aumenta e sua gestão pode julgar as melhores estratégias para o sucesso de uma boa estratégia para potencializar os rendimentos de seu empreendimento. Ficou animado para realizar as melhores atitudes para a sua empresa agora?

E então, vamos lá? Boa leitura!

O que é uma planilha de controle de estoque?

Sabemos que parece uma definição redundante, mas julgamos necessária para que você entenda completamente o que a elaboração desse documento significará para o futuro da sua empresa. Afinal, por que você faria algo que não enxergasse sentido para a prosperidade do seu negócio?

Então, para que haja um propósito para o seu empreendimento, a execução de uma planilha de controle de estoque objetiva uma melhor visualização não apenas da situação do armazenamento dos itens de sua empresa, mas também o fluxo de saída e entradas. Dessa forma, apesar de um documento simples, ele tem a capacidade de mostrar as demandas atuais de mercado, a quantidade de entradas efetuadas e quais elementos não possuem grande procura.

Com informações como essa em mãos, sua gestão pode agir de forma mais assertiva, ou seja, terá uma maior capacidade de ser certeira em suas ações. Essa veracidade é possível através de constantes acompanhamentos, assim, é possível verificar a realidade de seu negócio através de dados numéricos.

Não apenas realizar essa verificação, mas evitar gastos desnecessários será uma meta mais fácil de se executar com uma planilha de controle de estoque. Afinal, se antes você não tinha certeza sobre qual produto seria ideal para realizar uma diminuição em seu pedido e qual devia ter uma análise própria para considerar a interrupção das solicitações, agora você terá uma relação embasada sobre o desempenho de cada item para os seus rendimentos.

Que aspectos abordar em uma planilha de controle de estoque?

Diga adeus aos “achismos” de uma vez por todas, pois, hoje, te forneceremos as informações necessárias para a elaboração de uma planilha de controle de estoque eficiente.

Entradas e Saídas!

Reserve um espaço especial para essas duas categorias, que podemos considerar como essencial para diversas análises. Aqui, os dois espaços indicarão a quantidade que foi comprada e as que saíram – dependendo do tipo de estoque, isso significará apenas uma reposição ou a venda efetivamente. Esses dois dados juntos já abrem possibilidade para analisar se, de fato, há uma concordância entre a demanda e o número de itens em estoque, um ponto crucial para a efetivação de cortes de gastos.

Datas!

É imprescindível que o dia em que a compra – tanto por sua parte quanto por parte de clientes – seja registrada. Não há necessidade de precisão de hora, mas é uma informação que dirá qual é a procura de cada unidade em relação à época que a movimentação ocorreu.

Para ficar mais claro, é como observar a saída de itens como chocolate quente e picolé no inverno. Obviamente, a procura por alimentos quentes aumenta conforme o tempo esfria, então, a data torna-se um fator decisivo quando a relação entre esses dois elementos não é tão explícita.

Quantidades!

Saber o quanto você comprou é necessário, pois, além de dizer o quanto foi recebido, o valor vezes a quantidade deve corresponder em sua contabilização de despesas. E, para além de despesas, saber o quanto se tem disponível até a próxima entrega.

Valores!

Saber o valor de cada unidade não é apenas importante para fazer a relação de preço ao longo do tempo, mas, também, realizar o cálculo que mencionamos anteriormente, sobre a quantidade para fins de registro e confirmação financeira.

Fornecedores!

Ainda mais se você possuir mais de um – e mais urgentemente se existirem vários -, dados sobre os fornecedores são básicos, não só para efetuar novos pedidos, mas para possíveis análises de alternativas.

Também, é interessante adicionar detalhes importantes sobre o produto, caso sua empresa trabalhe com uma grande variedade de fornecimentos.

Gostou do artigo? Deixe seu comentário e responderemos o mais rápido possível! E se possui alguma dúvida, entre em contato conosco!

Summary
Planilha de controle de estoque - Como elaborar a minha?
Article Name
Planilha de controle de estoque - Como elaborar a minha?
Description
Saiba mais sobre o que é e como elaborar uma planilha de controle de estoque para tirar de letra a economia do seu negócio!
Author
Publisher Name
Tributário Expert
Publisher Logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado só para você!
Entenda mais sobre o que é o SPED - Sistema…
Open chat